top of page

O Brasil produz 9 bilhões de litros de óleos vegetais por ano. Menos de 1% é destinado à reciclagem. Todo mês, mais de 200 milhões de litros de óleo usado são despejados em rios e lagos.


O óleo é altamente poluente e tem um impacto ambiental enorme, matando a biodiversidade, piorando o aquecimento global e com consequências graves para as cidades, como o agravamento do quadro de enchentes. 1 litro de óleo pode contaminar 1 milhão de litros de água.


Incremento na renda dos catadores de materiais recicláveis de Curitiba e Região Metropolitana e diminuição do passivo ambiental causado pela destinação incorreta do óleo de cozinha usado. É essa fusão que a campanha Óleo Não Se Mistura busca.


A necessidade de um projeto que tratasse do óleo veio de uma percepção do Instituto Lixo e Cidadania. Tanto quanto o papelão ou o alumínio, o óleo é um material reciclável que pode ter vida nova a partir de seu beneficiamento. Porém, em grande parte dos casos, ele é jogado pelo ralo, contaminando leitos d'água, solo e danificando redes de esgoto.


Este movimento é o resultado da aprovação de um projeto que concorreu com outras 155 propostas inscritas em edital da Fundação Banco do Brasil e BNDES, conquistando o 3º lugar geral e o 1º lugar na região Sul. Além disso, conta com o apoio do Ministério Público do Paraná e da Associação de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR).


Além de orientar a população a destinar o óleo separado para a reciclagem, a campanha está cadastrando condomínios, bares e restaurantes para que participem da coleta gratuitamente. Dessa forma, é possível contribuir para a diminuição da poluição severa causada pelo óleo na natureza. Um único litro de óleo é capaz de contaminar um milhão de litros de água.


Construindo uma usina de biocombustível


Todo o óleo coletado será transformado em biocombustível e sabão em uma usina gerida pelos próprios catadores e catadoras em modelo cooperativo. Essa autonomia em todo o processo visa garantir o aproveitamento total de um material por quem mais entende de reciclagem. Mais do que se transformar em energia limpa, o óleo vira renda, educação e dignidade para os catadores pois são eles, também, que irão comercializar os produtos já beneficiados por meio das cooperativas e associações envolvidas.


Entre as parcerias firmadas em 2019, está a que foi feita com o portal gastronômico Curitiba Honesta, que realiza anualmente o Festival do Pão com Bolinho, para destinar o óleo utilizado pelos estabelecimentos participantes da 11ª edição do evento para a campanha Óleo Não Se Mistura.


Vamos juntos Tem um bar ou restaurante e ainda não está participando? Basta fazer sua inscrição no formulário disponível no site www.oleonaosemistura.com.br Participe dessa rede e ajude a espalhar a conscientização sobre a reciclagem de óleo:


facebook.com/oleonaosemistura

instagram/com/oleonaosemistura

A reciclagem como grande fator de transformação social

Óleo não se mistura

ILIX

Advocacy



Em todas as mídias, em todos os lugares

O projeto prevê a aquisição de equipamentos para montar uma usina de biocombustível gerida por cooperativas de catadoras e catadores de materiais recicláveis

Resultados



bottom of page